Só não seremos massa de manipulação se a educação fizer parte de nosso processo normal

Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão saciados
Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão saciados
18 de junho de 2013
Solipsismo - o que está fora de mim não é real
Solipsismo – o que está fora de mim não é real
22 de fevereiro de 2015
Exibir tudo

Só não seremos massa de manipulação se a educação fizer parte de nosso processo normal

Só não seremos massa de manipulação se a educação fizer parte de nosso processo normal

Uma coisa é a atuação política, seja partidária ou voluntária no destino das cidades, dos estados, da nação, das pessoas … outra coisa bem diferente é ser “massa de manobra” pra oportunistas. Sou a favor de manifestação em que se revolta contra os desmandos tanto como sou a favor de não ser usado e manipulado por “espertinhos” de plantão … isso só não se dará quando soubermos como tudo é na REALIDADE e não pelo ponto de vista de outros, muitas vezes distorcidos e sem razões de ser.

Ser politicamente ativo deveria ser um dos “habitus” nossos de cada dia, assim como comemos, bebemos, dormimos… deveríamos tornar as nossas ações mais “politizadas” e muito mais conscientes.

Mas estudar, ler, saber … tudo isso dá muito mais trabalho então é muito melhor apenas repetir o que está pronto para mim …

Não vivemos num país em ditadura de um, numa presidência totalitarista, graças a Deus e é por isso que os três poderes existem e devem continuar existindo. Pedir a saída da Dilma não resolveria nada hoje, aliás só pioraria a situação, pois seria instalado um sentimento de nulidade em muitos processos.

Não sou de direita, mas quando vi a direita fazendo “direito” eu aplaudi. Quando vejo a esquerda fazendo “direito” eu também aplaudo. Porém, quando qualquer dos lados fazem besteira creio que temos todo o direito constitucional de nos posicionar e dizer: “Está errado, deve mudar”.

Vi que nosso país melhorou significativamente devido a atitudes que foram tomadas em relação à renda, distribuição, investimento… isso não há de negar, não só do governo do PT, mas também do PSDB, mas o que não deve se deixar enganar é que MUITO mais poderia ter sido feito e a corrupção tem levado para o bueiro grande parte do nosso poder como nação de investimento e resolução de muita coisa que depende do dinheiro e da disponibilidade das aplicações urgentes da lei.

Corrupção temos em todos os países do mundo, não há o que falar ou negar. O problema é que no Brasil afeta diretamente a nós os brasileiros e por isso precisamos pensar e agir.

Nossa corrupção está ligada a nossa formação como povo – somos um povo relacional e como tal resolvemos os problemas em meio às nossas relações, por isso a corrupção aqui se dá mais na base do “amigo” que é privilegiado do que propriamente em outros aspectos e as amizades podres e corrompidas acabam por levar pra o bueiro (deles) uma leva muito grande de dinheiro e empoderamento.

É preciso uma reforma política em que a transparência e o atendimento das demandas daqueles que colocam os governantes no lugar onde estão, sejam atendidas, não porque é um capricho do povo, mas porque é a demanda real da vida, do bem estar, da segurança, da educação e saúde.

O que eu gostaria de ver acontecer a partir destas manifestações todas é que esse fosse o estopim de aprendizado de uma nação, sabendo o nosso papel nesse emaranhado de formas e fórmulas que fazem uma república federativa.

Sem que isso aconteça, apenas veremos barulho de latas vazias que acabam por serem silenciadas pelo tempo e cansaço.